Três opiniões sobre os “bárbaros”

2021-08-24T08:44:11-04:0024/08/2021|América Espanhola Colonial, Roteiro de análise de fonte primária|

As sociedades que viveram no Novo Mundo antes da chegada de Cristóvão Colombo não foram vistas de forma unânime pelos juristas e teólogos espanhóis do século XVI. Havia entre eles diferentes juízos sobre os povos que os espanhóis encontraram na América. Neste sentido, propõe-se um roteiro para o estudo de fragmentos de escritos de Las Casas, Sepúlveda e Vitoria.

Fronteiras estratégicas: as Antilhas sob a ótica da diplomacia brasileira, 1947-1953

2021-08-17T12:58:05-04:0017/08/2021|América Espanhola Independente, Produção Intelectual|

Neste artigo, o Prof. Dinair Andrade da Silva estuda, sob a ótica da diplomacia brasileira, aspectos das relações internacionais nas Antilhas, enfatizando a sua condição de fronteiras estratégicas no âmbito da política anticomunista norte-americana, entre 1947 e 1953, período conhecido como a primeira Guerra Fria.

Autonomia e Ocidentalismo – duas projeções internacionais da América Latina em Martí e Sarmiento

2021-08-10T12:19:01-04:0010/08/2021|América Espanhola Independente, Produção Intelectual|

Nesta comunicação, o Prof. Dinair Andrade da Silva apresenta elementos de sua pesquisa no âmbito de compreender e explicar os quadros mais amplos da História das Relações Culturais Internacionais na Hispano-América, a partir do exame de escritos de dois homens de pensamento e de ação que viveram no século XIX: José Julián Martí y Pérez (1853-1895) e Domingo Faustino Sarmiento (1811-1888).

Ir ao Topo